Blog

Agilidade e os múltiplos caminhos nas organizações

O videocast que resumiu e trouxe os melhores insights do Agile Trends.

Agilidade e os múltiplos caminhos nas organizações

20/04/2022
Partager:

O episódio do dia 13/04 foi diferente em todos os sentidos. Começando pela eventualidade de ter sido transmitido em uma quarta, fugindo do padrão das terças-feiras, e por se tratar de uma resenha sobre o evento que marcou a semana: o Agile Trends. Para todos ficarem na mesma página, trata-se de uma das maiores conferências de agilidade do país. Neste ano, a Meta foi uma das patrocinadoras master do evento, além de promover palestras e ainda contar com um estande para interação com o público, captação de talentos e bate-papos exclusivos sobre agilidade com especialistas da empresa. De quebra, a companhia ainda levou um prêmio com o case de Transformação Ágil na Aurora Alimentos. Para contar mais detalhes de tudo o que rolou, a mesa foi composta pelas principais figuras que representaram muito bem a Meta: Adriana Tavares – Head de Digital Solutions, Dian Costa – Head de Agilidade, Fernando Ruano – Head do LACE e Ricardo Miluzzi – Business Solutions Engineer.

Para iniciar o papo, nossos convidados contaram suas percepções sobre os primeiros dias. O mais marcante, sem dúvidas, foi a volta do evento no modelo presencial após dois anos ocorrendo virtualmente. “A melhor parte foi rever os amigos. Vários amigos que a gente estava acostumado em ver em eventos e estar todo mundo próximo, acho que esse foi o ponto chave”, conta Dian, empolgado. Além disso, outros aspectos interessantes foram o networking, a troca de conhecimento e as palestras com conteúdo relevante.

Falando sobre as trilhas que aconteceram, a mesa contou que o evento veio com muita diversificação dentro do assunto agilidade. Um tema interessante foi de Transformação Digital Ágil. Outro highlight foi sobre Inovação. Hoje, nós sabemos como fazer; mas como fazer isso de uma forma diferente para trazer um novo valor agregado? Esse foi o exemplo de um ponto tratado no Agile Trends. E as trilhas eram conectadas com temas de mudança de cultura, além de inovação e DX, dados também foram citados. Para mais, trilhas sobre liderança tiveram seu espaço e ajudaram tanto no fomento a gestão de mudança empresarial como no entendimento dos agilistas sobre a visão que os executivos esperam dos projetos.

 

Um ponto falado de extrema importância foi sobre ‘pessoas’. No final, sempre voltamos a elas porque uma empresa só existe porque o fator humano está trabalhando para que tudo funcione. Sem os colaboradores, uma empresa é apenas uma caixa de concreto vazia. Então, trabalhar a cultura da empresa é trabalhar as pessoas. A disrupção precisa estar nas pessoas para que a inovação tenha passagem para atuar. Por exemplo, um time precisa de permissão para ser inovador, mas com uma liderança que barra isso se torna inviável. Daí, é necessário buscar o fator impeditivo para essa mudança até que consiga concretizá-la.

Já na rodada das perguntas, uma delas foi a respeito do impacto da agilidade nos modelos de liderança, principalmente em “management 3.0”. O especialista, Ricardo Miluzzi, trouxe sua visão. Falamos sobre empoderar as pessoas ao invés de falar sobre gerenciar um ecossistema como um todo, onde as pessoas sintam-se felizes e possam colaborar. “Isso está muito ligado com agilidade. Como a gente consegue implementar um ambiente bacana, onde os profissionais queiram participar? Como a gente consegue dividir as funções? Nós trabalhamos com comunicação, reconhecimento, mostramos para as pessoas a importância da sua participação. É deixar o óbvio mais óbvio” explica Miluzzi. E complementando, Fernando Ruano, explica que não se deve criar um ambiente único. É preciso respeitar as diferenças das pessoas e implementar um ambiente que traga inspiração para todas, de acordo com essas distinções. 

No final, rolou um super sorteio de uma camiseta e uma caneca Meta e um livro sobre agilidade. Quer saber quem foi o vencedor, ver mais detalhes de cada palestra do nosso super time, assim como todas as perguntas respondidas por eles? Tudo isso você encontra na íntegra do videocast.

Partager:

A Meta conduz organizações na conquista da maturidade digital dos seus negócios. É uma consultoria com mais de 30 anos de mercado e 2,5 mil colaboradores, com atuação global, e que entende a importância da aceleração dos resultados para manter os negócios relevantes em um mercado cada vez mais competitivo. A Meta oferece às organizações as soluções tecnológicas de transformação digital mais adequadas aos modelos e necessidades dos negócios e inspira uma mudança cultural – de ponta a ponta – gerando receita, reduzindo custo, e acima de tudo, valorizando as pessoas como principal capital dessa transformação.